segunda-feira, 21 de maio de 2018

E o ciclo "democrático" socialista/comunista se mantém

Série "Curtas", Nº 36


1 - Democracia plena, com pobres votando na elite política corrupta.
2 - Elite corrupta só quer saber de se alimentar com dinheiro dos impostos.
3 - Elite corrupta administra mal e gera insatisfação popular, mesmo com economia funcionando precariamente.
4 - Socialista convence eleitorado menos intelectualizado que a pobreza existe porque os ricos não gostam de pobre.
5 - População vota em socialista.
6 - Socialista no poder pega metade do dinheiro para suas organizações, rouba mais que a elite anterior e a outra metade distribui para a população.
7 - Mais impostos e arrocho no setor produtivo.
8 - Nova elite surge: a dos funcionários públicos.
9 - Setor produtivo deixa de ser privado e se torna cada vez mais público.
10 - Setor produtivo público corrupto e mais isento de impostos.
11 - Família do presidente (já se pode considerar ditador) rica, mas ele culpabiliza a elite agora imaginária.
12 - Fome, doença e desabastecimento.
13 - Confirma.



A Venezuela sobreviverá ao Chavismo. Mas a que preço? 

terça-feira, 15 de maio de 2018

Percepção da passagem dos anos


Série "Curtas", Nº 35



Por que diabos a noção do tempo é mais lenta quando somos novos?

Talvez tenha a ver com proporção de sua memória.

Quando você tem um ano de idade, acrescentar mais um ano é viver em um só ano o dobro das experiências que tinha antes. Quando tem 10, esse ano a mais passa a ser 10%... mas quando você já tem 30, 40 ou mais sua memória registra como se a experiência nova fosse uma fração proporcionalmente menor. Acho que também tem o fato de que com o passar do tempo nós vamos tendo menos experiências novas (especialmente impactantes)... 

E pra fechar com chave de ouro, nossas vidas vão ficando cada vez mais rotineiras. Junta tudo isso e já viu, né?

E se, em uma suposição fantasiosa, fôssemos imortais, em dado momento, os anos pareceriam dias!

Até que a a mais completa loucura sublimasse totalmente nossa mente...

"...nada detém a foice do tempo..."

terça-feira, 10 de abril de 2018

Ciro, o Descontrolado

Série "Reflexões Pessoais", Nº 38


No mundo inteiro, esquerdistas são bem conhecidos por utilizarem e justificarem a violência contra seus adversários enquanto se vitimizam naquele velho duplo padrão moral tão característico da espécie, no século passado assassinaram dezenas de milhões para criarem os "mundos melhores" deles, hoje eles possuem bem menos poder, mas velhos hábitos são difíceis de largar.

Como por aqui eles perderam o monopólio das virtudes e tem suas narrativas e distorções cada vez mais contestadas pelos brasileiros, o expediente da violência será cada vez mais comum, essas eleições teremos muita violência da parte deles, e pelo que se viu nos últimos dias, muitos brasileiros estão dispostos a revidar as agressões dos vermelhos. 
Vai ser animado.

Ciro Gomes é a personificação da imbecilidade política bananeira, é o avatar do subdesenvolvimento intelectual brasileiro, um semianalfabeto desenvolvimentista cuja maior expressão política é ter namorado uma atriz global e num momento onde sua inteligência rara se sobressaiu, ter dito que a importância dela residia no fato de dormir com ele, pouco depois ela o abandonou o que nos leva a pensar se a "importância" que ele concedia a ela era suficiente.

É assombroso que alguém ainda dê qualquer importância a esse indigente mental, ele é o tipo de candidato fadado a ter um dígito eleitoral e ficar atrás dos brancos e nulos. 
Sua única densidade eleitoral vem dos grotões subdesenvolvidos e miseráveis de onde veio, e onde criou a mítica de si mesmo, a do coronézinho de terninho branco que fala grosso com os pequenos e fino com os grandes, aquele coronelismo a brasileira imortalizado na literatura baiana, e talvez herde alguns votinhos da esquerda universitária de gênero não binário após a prisão do sumo sacerdote deles.

Sempre vai ser um pneu sobressalente do esquerdismo bananeiro, não deveria ter mais atenção que um demente do PCO ou do PSTU por exemplo...


Ciro Gomes naufraga a própria candidatura sozinho. 


sábado, 7 de abril de 2018

Dois mundos, Um Sol

Série "Curtas", Nº 35


É engraçado pensar nisso.

Em dois mundos, o mesmo Sol.

Em dois mundo o mesmo calor.

Um mais perto, um mais longe.

Em dois mundos em um só vivemos.

Em dois mundos em um só morremos.

Dois mundos, Um Sol. Um sentimento e tudo é invertido.

Por motivos puramente científicos, tudo é invertido.

No Planeta Azul, o céu é azul.

No Planeta Vermelho, o céu é vermelho.

No Planeta Azul, o Sol se despede em vermelho.

No Planeta Vermelho, o Sol se despede em azul.



Diferenças do por do Sol no planeta Terra (esquerda) e planeta Marte (direita).


terça-feira, 3 de abril de 2018

Fora Temer?

Série "Curtas", Nº 34


Por que eu não concordo com o brado "Fora Temer"?

Convenhamos que o Lula e sua trupe são bem mais nocivos do que o mafioso Michel Temer.

Temer não fica financiando ditaduras socialistas como Lula e Dilma fizeram.

Temer não tentou aprovar um tal PNDH 3 que autoriza o aborto.

Temer em seu curto governo não deixou o dólar ficar a R$ 4,00.

Temer não quer "estocar vento".

Temer...E por aí vai.

Prefiro esse psicopata criminoso do que um presidente socialista.

Além do que a turma do "Fora Temer" querem Lula (bandido condenado) Imperador do Brasil, ou até canonizado pela Igreja.

Por isso o "Fora Temer" me causa ojeriza, porque é um termo distorcido pela dialéctica de esquerda. Assim como o nome oficial da Coreia do Norte é "República Democrática Popular da Coreia", que bem sabemos que nada tem de Democrática nem de Popular...

E sendo um governo tampão, a quem interessa um impeachment duplo?

Por mim, "Fica Temer".

Fica vampiro!


terça-feira, 27 de março de 2018

A Caravana da Vergonha

Série "Reflexões Pessoais", Nº 37


Os brasileiros estão cansados do PT, de sua roubalheira, de suas ameaças de violência e roubo de suas propriedades privadas, estão cansados de serem ameaçados por um ébrio corrupto condenado em duas instâncias.

E o pior, estão profundamente decepcionados e desconfiados de suas instituições judiciais, quando o Supremo trata Lula como um "Nobre", sobre o qual se aplica um direito diferente daquele aplicado ao brasileiro comum, cheio de regalias, sessões extraordinárias e imunidades inéditas que correm por fora da constituição e do próprio direito, o que sobra ao brasileiro comum?

Não custa lembrar que a região Sul é pólo da agricultura e agropecuária e que a sementinha da revolta, da violência e do ódio foi regada no coração desses brasileiros sulistas durante todo o triste regime petista, grupos comunistas de guerrilheiros terroristas feito o MST pintavam e bordavam, ameaçando produtores rurais e suas famílias, levando medo e caos a suas famílias e suas propriedades, o PT sempre bradava que confiscaria "latifúndios" em suas demências por "reforma agraria", e os vermelhinhos riam e cochichavam aos produtores rurais: "Sua hora vai chegar... vamos desapropriar suas terras seu latifundiário maldito..."

A fratura social que ocorreu no brasil entre 2013-2016 foi profunda, irreconciliável e pôs fim a convivência pacifica entre brasileiros e petistas, e hoje, cansados das ameças dos petistas e decepcionados com uma justiça imunda brasileiros finalmente decidiram reagir, e nessa situação resolveram utilizar argumentos que petistas sejam capazes de compreender sem dificuldade, ovo, pedra, chicote e esterco.
E isso não vai parar e é possível que se espalhe brasil a fora...

É bom as "autoridades supremas" entenderem que os brasileiros não aceitarão de bom grado um condenado e sua grei de comunistas de volta ao poder, o caldo no Sul esquentou a ponto de assustar até mesmo os comunistas do PT, e se o condenado não for afastado logo coisas piores vão acontecer, o cenário não poderia ser mais propício.


" A língua é o Chicote do Corpo pois o Calado Vence."

sexta-feira, 23 de março de 2018

Sobre George Soros

Série "Reflexões Pessoais", Nº 36


Uma questão pertinente: Qual o ganho pessoal do bilionário George Soros em apoiar tanto as políticas de esquerda pelo mundo?



Interessante, não é mesmo?


Só tentar pensar fora da caixa: qual é o ganho pessoal de um cara da zona sul do Rio em 1968, filho de pais empresários (portanto burgueses) de defender o marxismo, que tomaria dinheiro dos próprios pais dele (e dele)? Qual o interesse desse mesmo jovem em pegar uma arma de fogo, juntar-se com outros jovens que pensam igual a ele e, por exemplo, praticar ataques terroristas (matando militares, mas também inocentes) e lutar contra a "ditadura militar" para implantar a Ditadura do Proletariado? Como uma pessoa pode se achar boa ao usar de todos os meios para destruir uma ditadura e querer ao mesmo tempo implantar outra?


Não sou dos que falam "Soros para todo lado" e vejo ele até em latinha de refrigerante, mas muitos bilionários acham injusto eles terem tanto e tantos terem tão pouco e, ao invés de darem suas fortunas aos pobres (o que eles, tal como o defensor de ditaduras que luta contra ditaduras, sabe que só ia fazer todo mundo ser pobre seis meses depois), eles a usam para influenciar governos para seus ideais humanísticos.


Exemplo, se um político é anti-racismo e a favor da imigração, se você, sendo um trilionário, não o apoiaria? Ou apoio a dezenas de políticos que pensam como ele? Quando colocam que todo bilionário é mau, é uma visão de mundo. Assim como nem todo pobre é bom (ser pobre é uma característica financeira, não moral), nem todo rico é mau. Alguns querem mudar o mundo "para melhor" e vários deles tem instituições beneficientes, outros estão investindo pesado em países pobres.


Só para citar um caso, Ellon Musk, bilionário sul-africano, investiu uns bilhões na Austrália. O objetivo dele era prover o país de energia barata e limpa criando uma rede de baterias pelo país. No que exatamente essas baterias ajudariam? Oras, se você tem um país com sol igual à Austrália (e o Brasil), por que você não investiria em energia solar que é limpa e grátis? Porque o sol só funciona metade do dia e em dias de sol. Choveu uma semana? seu país pararia de funcionar uma semana. Com essas baterias, as pessoas poderiam ter suas próprias estações de coleta de energia solar, e o governo também poderia usar para armazenar a energia que recebem durante dia e usar de noite. Todos ganham, diminuindo a dependência dos grandes capitalistas. Vejam, um bilionário que vai contra interesses de bilionários... Parecido com Soros, não?


Aí, depois dele investir alguns bilhões, mudou o presidente do país e, olha só... Ele não vai mais apoiar a iniciativa do Musk. Todo mundo perde porque um político quer que uns amigos dele não percam.


Sentiu a sacanagem?


Isso porque estamos falando da Austrália e não de um país africano com corrupção endêmica. Países nos quais outros bilionários - como Bill Gates - também investem muito em suas lutas contra a pobreza e são impedidos pelos governantes locais vez após vez.


Até aí, está seguindo meu raciocínio?


Não é porque alguém é bilionário que esse alguém é mau. Assim como não é porque alguém é rico (tipo o jovem marxista que citei lá em cima) que vai ser contra ideais políticos.


Mais ainda: bilionários que querem fazer a diferença encontram problemas ao lidar com políticos que, entre fazerem o bem a manterem seus privilégios, escolhem seus privilégios (e os de seus doadores de campanha).


Não adianta você, por exemplo, ir no Nordeste do Brasil e criar empresa de perfuração de poços artesianos e dar água de graça para o povo do interior poder plantar, crescer e ter melhor qualidade de vida se meia dúzia de fazendeiros que preferem essas pessoas passando fome para poder pagar menos que salário mínimo para eles trabalharem, sabe por quê? Porque tem político que, entre beneficiar 10.000 cidadãos e beneficiar 10 fazendeiros que doam para ele, vai criar leis para atrapalhar ou impedir de você de dar água de graça pro povo.


De novo, até aí está entendendo e concordando comigo?


Pois bem, Soros percebeu isso há mais de 20 anos. Segundo a vertente conspiracionista (que nem duvido nem acredito), Soros - ao perceber que sem poder político não adianta nada ter todo o dinheiro do mundo - passou a apoiar financeiramente grupos que tinham os mesmos interesses que ele. Uma globalização que "ajudasse" aos mais pobres e oprimidos. 


Se um grupo político, digamos, marxista, defende algo que ele defende, ele apoia. Outras vezes, um grupo defende algo que ele não apoia, mas esse grupo é inimigo de um grupo que vai contra os interesses de Soros, ele então defende esse grupo como um meio para determinado fim. Um exemplo interessante é o movimento feminista que é contra os "homens opressores machistas ocidentais", mas que defende os islâmicos, que por sua vez tratam mulheres pior do que animais em vários países. Não porque o referido movimento acha o machismo islâmico certo, mas ele faz isso porque ajudando o inimigo de seu inimigo, ele acha que está fazendo algo que vai ajudar sua causa, muitas vezes piorando a situação das mulheres mas se recusando a ver isso.


Por exemplo, tem que ser muito sem coração para, em meio à guerra civil na Síria, ser contra aceitar gente que foge da guerra. Soros tem coração e apoia políticos que são a favor de trazer esse pessoal para Europa. Soros também apoia redes de TV que apoiam a vinda de refugiados. Ele sozinho não é dono de nenhuma empresa, mas dá apoio para empresários ligados aos seus interesses virarem donos. Dá apoio a políticos que, por sua vez, dão apoio a esses empresários... 


Não é diferente do que você faz (ou eu faço) quando vota num político que tem ideais iguais aos seus e demoniza no Facebook os políticos que pensam diferente (ou os seguidores desses políticos), só que enquanto eu e você temos dois votos e 200 amigos no facebook, Soros tem dinheiro para fazer a diferença.


Então, a teoria da conspiração sobre Soros, não é de toda falsa. Não sabemos qual o alcance dele.


Nem se ele realmente tem alguma agenda. Mas os meios para isso ele tem e, para esquerda, sabemos que os "fins justificam os meios".




"Quem emergirá vitorioso na batalha ideológica, política e metafísica entre o nacionalismo conservador e o globalismo liberal?  Só o tempo irá dizer."


quarta-feira, 14 de março de 2018

Carta "No dia do seu Aniversário"

Série "Cartas Perdidas", Nº 25


Borda da Mata, 15 de fevereiro de 1942


Você faz anos hoje meu amor.

E eu não sei qual seria o meu presente! Livros? Perfumes? Coisas de valor? Ou uma confiança simples, diferente...

"Livros" não servem não, meu querido... Não sou contrária, é a prosa ou a poesia; mas o livro é uma história já vivida, e uma coisa "mais nossa" eu preferia...

"Perfume" é uma lembrança passageira, e eu queria um presente que durasse. Que ficasse ao seu lado a vida inteira. E sempre, o nosso amor, lhe recordasse...

Um relógio, um anel ou um brilhante? Mas fico intimamente a hesitar: da vaidade você não é um amante. E que joia melhor que seu olhar?

Uma oração a Deus Nosso Senhor, faria você, feliz voltar, enfim? Não serve não, pois esse meu amor, é bem mais um presente para mim...

Um "verso"? ... Talvez não fosse mal. Mas sinto que ainda falta um certo "que".
Poesia é um presente tão banal. Tantos versos já fiz para você!

E eu fico nesta tola hesitação.
"Serve"? Não serve. "Serviria"? Não sei...
Nem mesmo serviria meu coração, pois este há muito tempo já lhe dei!

-Para você querido José, estes versos que na linguagem de outrem, traduz os meus sentimentos jubilosos de amor, nesta da que hoje se comemora, enchendo-nos de alegria e satisfação pelo seu natalício.

Mirtes

Salve!

Carta de Mirtes do Carmo Cobra endereçada para seu então namorado, José do Carmo Cobra em 1942, um da mais de sessenta cartas trocadas pelo casal,  estando esse exposta em uma moldura na residência da filha do casal em Borda da Mata, sul de Minas Gerais, senhora Maria do Carmo Cobra.

terça-feira, 6 de março de 2018

Stálin se remexe no túmulo

Série "Reflexões Pessoais", Nº 35


Sinceramente, duvido muito que o que se chama de "comunismo" atualmente seria de fato o que se vivia na URSS e o que Stalin pregava.

Na realidade é essencialmente diferente.

Porque as pautas progressistas só interessam ao movimento revolucionário enquanto sirvam para desestabilizar o status quo construído com base em costumes conservadores. E enquanto os grupos " marginalizados" sirvam de lumperproletariado ( massa de manobra necessária para promover o ambiente de desestabilização institucional, sem o qual um governo totalitário não consegue legitimar a necessidade de sua existência).

É por isso que, embora tenham sido estimuladas pelo regime soviético( e por outros regimes comunistas, como em Cuba ou China), em um primeiro momento, questões como a "liberdade sexual", o "feminismo" e o movimento LGBT, dada a degradação oriunda da difusão dessas pautas ( aumento da criminalidade, mendicância, difusão de DSTS, dentre outros), houve leis e movimento estatal no sentido de refreá-las ( por exemplo, com movimento de controle de natalidade na China, e perseguição indiscriminada a gays durante a revolução cubana).

Por isso que, por exemplo, hoje a Rússia ( em que ainda há socialismo, mas velado) é dos países com leis mais conservadoras do mundo.

Mas, evidentemente, sempre foi e continuou sendo interessante a difusão do progressismo em meio aos focos de resistência da expansão do comunismo. Por isso existir esse movimento, que ficou conhecido como " marxismo cultural", cujo epicentro se desenvolveu em pleno coração do mundo ocidental: em NY, na Universidade de Colúmbia.

Da difusão dessas ideias tem surgido uma contracultura nos EUA, que enfraquece as pilastras morais e culturais nas quais se fundou esse país ( e, em linhas gerais, o mundo ocidental democrático), quais sejam: a ideia de respeito irrestrito às liberdades, com um Estado mínimo, liberdade de expressão e religiosa, liberdade de portar armas; o ideal de proteção ao direito de propriedade; a noção de fortalecimento da família enquanto instituição social; dentre outros.

Por isso que, se fores a quase qualquer universidade nos EUA hoje, ver-se-á os alunos com compreensões nesse sentido, algo semelhante ao que temos aqui nos DCE's de universidades públicas. E também graças a isso é hoje possível e imaginável um candidato declaradamente socialista ter tido chances reais de concorrer ao pleito presidencial.


"Um comunista é como um crocodilo: quando ele abre a boca, você não sabe se está sorrindo ou preparando-se para devorar você."
Winston Churchill

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Dono de Minh'Alma

Série "Poesias e Devaneios", Nº 43



Noite adentro que resiste
A me envolver em breu, eterno e espesso
Agradeço ao Deus, Deus-Tudo e Universo
Pela minha alma inconquistável

Nas garras do destino e seus estragos
Sob os golpes que a contingência atira
Eu nunca me lamentei, tremi ou chorei
E trago minha cabeça, em sangue, ereta

Além deste oceano de angústias
Somente o terror das trevas se divisa
Porém o tempo, a consumir-se em ira
Não me amedronta, nem me martiriza

Não importa quão afunilado seja o portão
Quão carregado de maldições o pergaminho
Quão pesada a espada de escrutina o mundo
Eu sou o comandante da minha alma
Eu sou o senhor do meu destino!

O Universo me define
Deus me sustenta
E Eu me guio





"Doces são as melodias que se ouvem; mas as não ouvidas são ainda mais doces"